Filipinas: Rodrigo Duterte corta laços com os EUA


O presidente filipino, Rodrigo Duterte anunciou sua "separação" dos Estados Unidos na quinta-feira, declarando que tinha se realinhado com a China

O presidente filipino, Rodrigo Duterte anunciou sua "separação" dos Estados Unidos na quinta-feira, declarando que tinha se realinhado com a China.

Duterte fez seus comentários na China, onde está em visita com pelo menos 200 pessoas de negócios para pavimentar o caminho para o que ele chama de uma nova aliança comercial, as relações com o aliado de longa data Estados Unidos se deteriorou.

Seu secretário de comércio, Ramon Lopez, disse que um acordo de 13,5 bilhões seria assinado

China tem feito de tudo para acolher Duterte, incluindo uma banda completa com cerimônia de boas-vindas, que a maioria dos líderes não recebem.

Xi disse que Filipinas e a China eram irmãos e eles poderiam "apropriadamente lidar com conflitos", embora ele não tenha mencionado o Mar do Sul da China, em declarações feitas na frente dos repórteres.