Hillary Clinton pode não estar tão bem assim


Na última sexta-feira (28), o FBI anunciou que havia reaberto a investigação sobre o uso de um e-mail particular por Hillary com propósitos de trabalho enquanto ela era a Secretária de Estado americana, entre 2009 e 2013

Na última sexta-feira (28), o FBI anunciou que havia reaberto a investigação sobre o uso de um e-mail particular por Hillary com propósitos de trabalho enquanto ela era a Secretária de Estado americana, entre 2009 e 2013.

A notícia veio a pouco mais de 10 dias da eleição, que decidirá entre ela, a candidata democrata, e Donald Trump, o candidato republicano, para substituir Barack Obama na Presidência dos Estados Unidos.

A reação do adversário foi imediata. Segundo Trump, "esse é o maior escândalo político desde o Watergate", caso da década de 1970, em que descobriu-se que a invasão ao Comitê Nacional do Partido Democrata havia sido feita a pedido do então candidato à Presidência republicano, Richard Nixon, para colocar escutas telefônicas no local. O escândalo resultou na renúncia de Nixon.

Hillary Clinton parece ter mudado sua história sobre o uso de um servidor de e-mail privado.