Sniper do "Estado Islâmico" mata fotojornalista holandesa na Líbia


Jeroen Oerlemans

O fotojornalista holandês Jeroen Oerlemans morreu após ser baleado durante uma emboscada na cidade líbia de Sirte. Pelo menos oito soldados aliados com governo da Líbia também foram mortos.

Jeroen Oerlemans foi morto a tiros no domingo, enquanto ele acompanha as equipes de remoção de minas na cidade líbia de Sirte, de acordo com a colega jornalista Joanie de Rijke, que estava trabalhando com ele para a revista belga "Knack".

Dr. Akram Gliwan, um porta-voz do hospital em Misrata, onde os soldados pró-governo são tratados, disse à agência de notícias France-Presse que Oerlemans foi abatido com um "tiro no peito por um franco-atirador do "Estado islâmico" enquanto cobria as batalhas em Sirte".