Irã acusa os EUA de estarem envolvidos em massacre no Iêmen


O governo iraniano acusou neste domingo os EUA de estarem "envolvidos" no ataque aéreo da coalizão liderada pela Arábia Saudita contra o funeral da mãe de um líder rebelde no Iêmen, onde morreram pelo menos 140 pessoas e mais de 500 estão feridas.

O governo iraniano acusou neste domingo os EUA de estarem "envolvidos" no ataque aéreo da coalizão liderada pela Arábia Saudita contra o funeral da mãe de um líder rebelde no Iêmen, onde morreram pelo menos 140 pessoas e mais de 500 estão feridas.

O secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã, Ali Shamkhani, disse que no ataque, ocorrido em Sana, a capital iemenita, foram usadas "armas americanas".

Destacou que esses países têm "um papel central na invasão militar ao Iêmen e no massacre de inocentes".