Violência perto da fronteira EUA-México ganha força


A violência está aumentando, perto da fronteira EUA-México - a captura de 'El Chapo' Guzmán poderia estar ajudando para isso acontecer

Homicídios em Ciudad Juarez, uma grande cidade mexicana do outro lado da fronteira com El Paso, Texas, ganhou força nos últimos meses.

O aumento da violência parece estar relacionada com a dinâmica do cartel em mudança, em parte, causada pela captura do chefe do cartel de Sinaloa Joaquin 'El Chapo' Guzmán.

A guerra do cartel entre 2009-2011 levou as taxas de homicídio para níveis astronômicos na cidade, mas a relativa estabilidade nos anos posteriores trouxeram um pouco de paz.

Nos primeiros 10  dias após o novo Gov. Javier Corral ter assumido o cargo em 4 de outubro, o Estado viu pelo menos 60 crimes de homicídio acontecer, de acordo com o analista de segurança mexicano Alejandro Hope.

Durante os primeiros 13 dias de agosto deste ano, foram alegadamente 23 crimes de homicídio.

No nível estadual, o número de vítimas de homicídios registrados em agosto, 136, foi 22,5 por cento maior do que as 111 vítimas registradas em agosto de 2015. 

Em face da violência relacionada com as drogas em Ciudad Juarez entre 2009 e 2011, muitos moradores, autoridades governamentais e grupos da sociedade civil se uniram em resposta, lançando novas políticas que ajudaram a reduzir a insegurança, embora a vitória do cartel de Sinaloa sobre seus rivais na área provavelmente ajudou a derrubar a matança.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: El Universar