Chamar Michelle Obama de 'macaca' é racismo nos EUA


Uma publicação racista no Facebook a respeito da primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, ganhou redes sociais e a mídia que defende Hillary no mundo inteiro e acabou resultando em uma campanha pela demissão da autora do post e pela renúncia de uma prefeita de uma pequena cidade do Estado da Virgínia Ocidental

Uma publicação racista no Facebook a respeito da primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, ganhou redes sociais e a mídia que defende Hillary no mundo inteiro e acabou resultando em uma campanha pela demissão da autora do post e pela renúncia de uma prefeita de uma pequena cidade do Estado da Virgínia Ocidental.

Tudo começou com a publicação de Pamela Ramsey Taylor, que gerencia o Escritório de Desenvolvimento da região do Condado de Clay, na qual ela fez um comentário sobre a substituição da primeira-dama depois da eleição do republicano Donald Trump.

"Será revigorante ter uma primeira-dama requintada, bonita, digna na Casa Branca. Estou cansada de ver uma macaca de salto", escreveu Taylor no Facebook.