Funcionário judeu secretamente visita Dubai


Uma delegação de alto escalão do regime israelense secretamente viajou para os Emirados Árabes Unidos (EAU), mesmo com o governo dos Emirados não tendo qualquer relação diplomática com Tel Aviv

Uma delegação de alto escalão do regime israelense secretamente viajou para os Emirados Árabes Unidos (EAU), mesmo com o governo dos Emirados não tendo qualquer relação diplomática com Tel Aviv.

Danny Danon, o embaixador do regime israelense nas Nações Unidas (ONU), fez uma visita secreta de três dias, juntamente com sua equipe para Dubai para participar de uma conferência de desenvolvimento organizada pela ONU, informou a estação de televisão Israel Canal 2 na quinta-feira.

A conferência das Nações Unidas foi realizada em Dubai em de 30 outubro - 3 novembro.

O relatório disse que a visita de Danon à UAE foi realizado "sob sigilo pesado e forte esquema de segurança, de modo a não despertar a ira dos cidadãos dos EAU."

O governo dos Emirados não reconhece oficialmente o regime de Israel, o que significaria que os israelenses não podem obter passaportes viajar para lá. No entanto, as autoridades dos Emirados forneceram supostamente vistos especiais para Danon e sua equipe para permitir a sua viagem, informou o canal judeu.

Exceto Jordânia e Egito, que têm, as relações diplomáticas abertas com o regime de Tel Aviv, os governos árabes afirmam que eles não reconhecem Israel. Eles dizem que iriam normalizar as relações com o regime de Tel Aviv somente quando ele fizesse um acordo com os palestinos, cujas terras o regime israelense tem ocupado e saqueado.

No entanto, tem havido inúmeros relatórios e declarações públicas que indicam relações secretas entre os governos árabes e Israel.