Erdogan pede apoio contra o PKK


Turquia apelou aos países membros da OTAN e da União Europeia (UE) para aumentarem o apoio contra militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK)

Turquia apelou aos países membros da OTAN e da União Europeia (UE) para aumentarem o apoio contra militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Em um discurso na Assembleia Parlamentar da NATO na segunda-feira, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan disse que espera que o apoio dos países da OTAN na luta da Turquia contra "todos os grupos terroristas", incluindo membros do PKK, ISIS, e os conspiradores da tentativa de golpe.

Erdogan também alertou o bloco de 28 membros das consequências que podem enfrentar ao longo do fracasso em apertar o cerco contra os militantes do PKK e outros grupos terroristas.

"Aqueles que têm uma atitude hesitante contra as organizações terroristas serão atingidos, mais cedo ou mais tarde", disse ele.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Turquia pede apoio de países ocidentais na luta contra o PKK curdo