Estado Islâmico mata 12 lutadores tribais sunitas


Estado Islâmico matou sete combatentes tribais sunitas que apoiam o governo iraquiano e cinco policiais no sábado em uma cidade ao sul de Mosul

Estado Islâmico matou sete combatentes tribais sunitas que apoiam o governo iraquiano e cinco policiais no sábado em uma cidade ao sul de Mosul, último grande reduto dos insurgentes no Iraque, disseram fontes de segurança locais.

Os combatentes tribais e policiais foram mortos a tiros em dois postos de controle falsos criados pelos insurgentes no Shirqat, uma cidade sunita entre Mosul e Bagdá, disseram as fontes.

O ISIS tem escalado ataques contra as forças e funcionários que se opõem à sua norma, o grupo ainda pensa em retomar Mosul, a maior cidade do "califado" que foi declarado em 2014.