Facebook e Google tomam medidas contra sites de notícias falsas


Facebook e Google anunciaram planos para restringir sites que publicam notícias falsas de usarem publicidade online

Respondendo às preocupações crescentes sobre a propagação da desinformação online nas semanas e meses antes do dia da eleição, Facebook e Google anunciaram planos para restringir sites que publicam notícias falsas de usarem publicidade online.

Facebook atualizou sua política de publicidade para deixar claro que ele não irá exibir anúncios em sites ou aplicativos móveis que contêm notícias falsas. Essas saídas serão agora incluídas na categoria de sites enganosos, ilegais ou enganadores. No início da segunda-feira, o Google anunciou uma política semelhante que proíbe anúncios em sites que publicam notícias falsas.