Crimes do regime israelense aumentaram na Palestina


O Irã diz que os esforços da comunidade internacional para deter contínuas ações, políticas ilegais e criminosas de Israel contra o povo da Palestina, "falharam ou se mostraram inadequadas."

O Irã diz que os esforços da comunidade internacional para deter contínuas ações, políticas ilegais e criminosas de Israel contra o povo da Palestina, "falharam ou se mostraram inadequadas."

Israel "continua a ignorar e desrespeitar as demandas persistentes da comunidade internacional a respeitar o direito internacional", disse o vice-embaixador do Irã na ONU.

As ações criminosas do regime de Tel Aviv contra o povo da Palestina.

"A violação sistemática dos direitos do povo palestino, incluindo demolição de casas, deslocamento forçado de civis palestinos, prisão e detenção de palestinos, incluindo crianças, e a violência incessante, terror e provocações por parte de colonos e extremistas israelenses, incluindo em locais religiosos sensíveis, particularmente al-Aqsa em Jerusalém Oriental, persistiram inabalável", frisou.

Dehqani observou que o bloqueio ilegal de Israel à Faixa de Gaza continua a alimentar o desespero entre os palestinos, e o aumento do número de assentamentos ilegais em solo palestino.

O regime de Tel Aviv tem desafiado os apelos internacionais para parar suas atividades de construção ilegal, com a sua expansão dos assentamentos entre as principais razões por trás do colapso da última rodada das chamadas negociações de paz do Oriente Médio em 2014.