Renan está com medo de ser preso


Alvo da Lava Jato e de 11 inquéritos no Supremo, o presidente do Senado cria um oportuno clima ruim com o Judiciário e arrasta o Planalto

Alvo da Lava Jato e de 11 inquéritos no Supremo, o presidente do Senado cria um oportuno clima ruim com o Judiciário e arrasta o Planalto.

Na tarde da terça-feira, dia 25 de outubro, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), reuniu em seu gabinete os dois vice-presidentes da Casa, Romero Jucá, também do PMDB, e Jorge Viana, do PT. O tema da conversa eram as reações à operação da Polícia Federal que, dias antes, entrara no Congresso para apurar tentativas de obstruir investigações sobre senadores enrolados na Operação Lava Jato.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: A “crise” criada por Renan