Trump condena 'ditador brutal'


Donald Trump condenou o falecido líder cubano Fidel Castro no sábado

Donald Trump condenou o falecido líder cubano Fidel Castro no sábado.

"O mundo marca a passagem de um ditador brutal que oprimiu seu próprio povo durante quase seis décadas", disse Trump em um comunicado divulgado horas depois da morte de Castro. "O legado de Fidel Castro é um dos pelotões de fuzilamento, roubo, sofrimento inimaginável, pobreza e a negação dos direitos humanos fundamentais."

Trump, que prometeu reverter a abertura diplomática do governo Obama com Cuba, disse que o país continua a ser "uma ilha totalitária".

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Trump condemns Castro as 'brutal dictator'