Coronel russo morre em Aleppo


O coronel russo Ruslan Galitsky, que estava na Síria como conselheiro militar, morreu em resultado dos ferimentos sofridos após um ataque de artilharia dos rebeldes em um dos bairros residenciais de Aleppo

O coronel russo Ruslan Galitsky, que estava na Síria como conselheiro militar, morreu em resultado dos ferimentos sofridos após um ataque de artilharia dos rebeldes em um dos bairros residenciais de Aleppo.

"O coronel Ruslan Galitsky morreu no hospital em resultado de um ferimento grave. Os médicos militares russos lutaram pela sua vida durante vários dias. O oficial ficou ferido após um ataque de artilharia dos rebeldes, da chamada 'oposição' em um dos bairros residenciais de Aleppo ocidental", comunica o Ministério da Defesa russo na quarta-feira (7).