Líderes palestinos saudam resolução da ONU contra Israel

Conselho de Segurança da ONU exige que o regime de Israel pare de construir colônias

Conselho de Segurança da ONU exige que o regime de Israel pare de construir colônias.

Funcionários da Autoridade Palestina, do Hamas e da Jihad Islâmica saudaram a decisão de sexta-feira, o que foi possível porque os Estados Unidos decidiram, de forma pouco característica, abster-se e vetá-la.

O porta-voz da Autoridade Palestina Nabil Abu Rudeinah descreveu a resolução como "um grande golpe para a política israelense, uma condenação unânime internacional de assentamentos e um forte apoio para a solução de dois Estados".

O ministro das Relações Exteriores, Riyad al-Maliki, descreveu a votação como uma "vitória para o povo palestino".

"Isso confirma a ilegitimidade dos assentamentos que constituem uma clara violação do direito internacional e um obstáculo para alcançar uma solução de dois Estados", disse ele.

Riyad Mansour, o embaixador palestino na ONU, expressou otimismo de que a resolução poderia preparar o terreno para o restabelecimento da paz nos territórios palestinos ocupados.