Putin ataca Obama: "mostre alguma prova..."


Barack Obama, afirmou que, antes de deixar o governo, "tomará medidas" contra a Rússia devido aos ataques cibernéticos ocorridos durante as eleições presidenciais

Barack Obama, afirmou que, antes de deixar o governo, "tomará medidas" contra a Rússia devido aos ataques cibernéticos ocorridos durante as eleições presidenciais.

O porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, disse na sexta-feira que os EUA devem parar de acusar a Rússia de interferir nas suas eleições ou provar alguma coisa. Peskov disse que era "indecente" acusar a Rússia de intervenção nas suas eleições.

Peskov também advertiu que a ameaça de Obama em "retaliar" a invasão russa é "contra a lei americana e internacional", insinuando a subida de Obama ao pódio hoje para lançar oficialmente sua ciberguerra contra a Rússia.