29 de mar de 2017

Ataque de drone no Iêmen

Desde 2 de março, os EUA lançaram dezenas de ataques contra a Al Qaeda nos alvos da Península Arábica

Um ataque com um drone matou quatro supostos membros da Al Qaeda no sul do Iêmen, disse um oficial de segurança, enquanto os Estados Unidos intensificam ataques aéreos indiscriminados no país devastado pela guerra.

Dois mísseis atingiram um veículo nos arredores da cidade de Mudiyah, matando as quatro ocupantes que estavam dentro, disse o oficial.

O ataque ocorre duas semanas depois que o governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu à CIA novos poderes para realizar ataques com drone contra alvos extremistas no Oriente Médio.

Desde 2 de março, os EUA lançaram dezenas de ataques contra a Al Qaeda nos alvos da Península Arábica.

Nos primeiros três dias dos ataques, pelo menos 22 suspeitos da AQAP foram mortos, disseram autoridades de segurança e fontes tribais.

Mais de dois anos de guerra civil no Iêmen entre forças governamentais e rebeldes xiitas que controlam a capital criaram um vácuo de poder que a AQAP explorou para consolidar sua presença no sul e no leste.