25 de mar de 2017

O regime de Israel está por trás da morte de oficial do Hamas

Homens armados mataram um funcionário do Hamas que foi libertado por Israel em uma troca de prisioneiros em 2011

Homens armados mataram um funcionário do Hamas que foi libertado por Israel em uma troca de prisioneiros em 2011.

A polícia de Gaza diz que Israel e seus colaboradores são os responsáveis ​​pelo assassinato do importante membro do Hamas, Mazen Faqha.

Mazen Faqha foi libertado junto com mais de 1.000 outros palestinos em troca de Gilad Shalit, um soldado israelense que o Hamas havia detido há cinco anos.

Iyad al-Bozum, porta-voz do Ministério do Interior da Faixa de Gaza, disse que homens armados abriram fogo contra Faqha no bairro de Tell al-Hama.

Faqha era um alto funcionário do Hamas na Cisjordânia ocupada por Israel.

O exército israelense se recusou a comentar. Mas Khalil al-Haya, um alto funcionário do Hamas em Gaza, disse: "Esse assassinato não serve a ninguém, a não ser aos ocupantes (Israel), isso não interessa aos outros partidos".