22 de abr de 2017

China irrita Pyongyang impondo novas sanções

 A China é o principal fornecedor de combustível da Coreia do Norte, no entanto, acredita-se que Pequim tenha apertado o cerco ao líder do país eremita

Os usuários de carros em Pyongyang estão se esforçando para encher seus tanques, já que as estações de serviço começaram a limitar os serviços, isso por causa de uma escassez crescente.

A escassez ocorreu poucos dias antes da Coreia do Norte usar sua mídia estatal para ameaçar a China de "conseqüências catastróficas" para suas relações bilaterais se o país aumentasse as sanções econômicas contra Pyongyang, a pedido do presidente dos EUA, Donald Trump.

A China é o principal fornecedor de combustível da Coreia do Norte, no entanto, acredita-se que Pequim tenha apertado o cerco ao líder do país eremita.