Loading...

25 de mai de 2017

A boa relação de Trump com a Casa de Saud

Muitos não percebem, mas os EUA e a Arábia Saudita tem um relacionamento muito especial.

Muitos não percebem, mas os EUA e a Arábia Saudita tem um relacionamento muito especial. Começou na década de 1930, quando os americanos descobriram que todo o país estava literalmente flutuando no petróleo. Assim, nasceu a Arab American Oil Co., mais tarde conhecida como Saudi Aramco. Ainda é a empresa mais valiosa do mundo.

Antes dessa época, a Arábia Saudita era em grande parte um estado pobre com a peregrinação anual à meca como sua principal fonte de renda. Depois da descoberta do óleo tudo mudou. A Casa de Saud ficou eternamente ligada aos EUA. Os sauditas precisam de segurança para gerenciar seu poder e riqueza, os EUA precisam do fornecimento de petróleo.

A Arábia Saudita sempre teve um relacionamento especial com presidentes republicanos, isso comparado aos presidentes democratas, principalmente por causa dos interesses republicanos na indústria do petróleo. Além disso, a relação saudita com a administração Obama foi sufocada por muitas razões, a inimizade regional com o Irã é uma delas. O retorno dos republicanos ao poder dos EUA significou que os sauditas estavam novamente trabalhando com as pessoas certas. Daí a calorosa recepção ao Trump e o negócio no valor de 110 bilhões de dólares em armas.

Muitos não percebem, mas os EUA e a Arábia Saudita tem um relacionamento muito especial.

COMPARTILHAR ISSO:

Loading...