Extremismo e doutorado andam lado a lado

Até para ser um extremista bem sucedido é preciso ter um doutorado

“Na verdade, se examinarmos os massacres da história recente, veremos que há intelectuais envolvidos. Em Ruanda, por exemplo, os teóricos da supremacia hutu, os ideólogos do Hutu Power, eram dez geógrafos da Universidade de Louvain (Bélgica). Quase sempre há intelectuais por trás dos assassinatos em massa”.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Assassinos da SS com doutorado

Adicionar um comentário Ocultar