A verdade sobre Kim e a Coreia do Norte

A maneira como mídia internacional retrata Kim Jong-un e a Coreia do Norte é totalmente irracional.

A maneira como mídia internacional retrata Kim Jong-un e a Coreia do Norte é totalmente irracional. Esta é a longa tradição de ver os asiáticos do leste como "orientais inescrutáveis". Mas, em geral, se você acha que a política externa de um país é totalmente desprovida de razão, é seguro assumir que você não está obtendo a imagem "notícia" completa.

As notícias que recebemos sobre Kim Jong-un:

Veja! Ele não parece uma criança pequena e gorda? Olha, ele é um ditador gordo e medíocre que assassina seus próprios membros da família! Olha, seu povo está morrendo de fome!!! Olha, ele está testando mais um outro míssil balístico! Nossa, esse teste balístico foi um fracasso! Ele tentou lançar este míssil ao mar, perto da costa japonesa, mas em vez disso, foi um fracasso!!!

Isto, para dizer o mínimo, não é projetado para informar; É projetado para entreter e assustar. Poucas pessoas entendem que tipo de grande estratégia está por trás de suas ações.

A liderança norte-coreana é inteiramente racional. Aqui está o que você precisa entender:

Diplomacia não funcionará porque não há nada que possa ser oferecido para que Kim desista de suas armas nucleares. Coreia do Norte sabe que Saddam Hussein e Gaddafi ainda estariam no poder se tivessem armas nucleares. Não importa o que seja oferecido; Kim Jong-un não vai confiar nos EUA. Eles nunca abandonarão voluntariamente suas armas nucleares. É a sua maior garantia de que o regime não será derrubado.

As sanções não funcionarão. Sua principal ajuda econômica chega da China, então a China precisaria concordar com as sanções dos EUA. Mas a China, com muita sensibilidade, não quer que milhões de refugiados entrem em suas fronteiras. Também não quer mudança de regime, porque isso significaria substituir o regime de Kim por algo mais amigável aos EUA.

A realidade é que a Coreia do Norte encontrou a única coisa que permitirá que seu regime sobreviva: armas nucleares. E eles não vão desistir delas.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Coreia do Norte