Oxford retira retrato de Aung San Suu Kyi

Aung San Suu Kyi está ficando sem desculpas para o seu silêncio sobre a crise no Mianmar.

A prestigiosa Universidade britânica de Oxford decidiu retirar de suas paredes um retrato da líder birmanesa, Aung San Suu Kyi, ex-estudante da instituição, enquanto a ONU acusa Mianmar de fazer uma limpeza étnica entre a minoria rohingya.

Aung está ficando sem desculpas para o seu silêncio sobre a crise no Mianmar.

Enquanto isso, os mesmos líderes ocidentais que elogiaram Suu Kyi como um farol da reforma e sua dignidade agora estão em completo silêncio. A tarefa de despertar o alarme sobre a situação da minoria Rohingya foi deixada aos defensores dos direitos humanos em todo o mundo, entre eles o Dalai Lama e mais de uma dúzia de vencedores do Prêmio Nobel da Paz.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: Oxford +1...