Paul Horner, o rei da "fake news", foi encontrado morto

O "fake news" morreu

O norte-americano Paul Horner, de 38 anos, que ficou famoso por divulgar notícias falsas na internet durante a campanha à Presidência dos Estados Unidos, foi encontrado morto em sua casa em Laveen, no Arizona.

MANCHETE SOBRE O ASSUNTO: O "fake news" morreu

Comentários ligados Ocultar