Israel pirateou a Kaspersky Lab

Espiões de Israel piratearam a Kaspersky Lab, a empresa global de antivírus russa e umas das mais respeitadas.

Em 2015, os hackers do governo israelense viram algo suspeito nos computadores de uma empresa de segurança cibernética baseada em Moscou: ferramentas de hacking que só poderiam ter vindo da Agência de Segurança Nacional (NSA).

Israel notificou a NSA, onde autoridades alarmadas imediatamente começaram a caçar a violação, de acordo com indivíduos familiarizados com o assunto, que disseram que uma investigação da agência revelou que as ferramentas estavam na posse do governo russo.

Os espiões israelitas encontraram o material de hacking na rede da Kaspersky Lab, a empresa global de antivírus, agora sob fogo nos Estados Unidos por suspeitas de que seus produtos facilitam a espionagem russa.

A porta-voz da Kaspersky, Sarah Kitsos, disse que "como uma empresa privada, a Kaspersky Lab não tem vínculos impróprios com nenhum governo, incluindo a Rússia, e a única conclusão parece ser que a Kaspersky Lab esteja presa no meio de uma luta geopolítica".


Comentários ligados Ocultar