segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Michell Hilton

GitHub demite funcionário judeu e se arrepende

GitHub demite funcionário judeu e se arrepende

O GitHub, a plataforma de hospedagem de código que a Microsoft comprou por quase 8 bilhões de dólares, admitiu no domingo (17) que cometeu "erros significativos de julgamento" quando demitiu um funcionário judeu que sugeriu que "nazistas" estavam entre os desordeiros do Capitólio.

A empresa disse que seu chefe de RH deixou o cargo no sábado e que está oferecendo ao funcionário seu trabalho de volta.

Os judeus podem tudo, o restante do mundo não pode nada.