quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Jeff Bezos e a ONU estão indo longe demais

Aceito ser apedrejado até a morte se encontrarem provas reais de que o príncipe herdeiro teve algum papel no hackeamento do iPhone de Jeff Bezos.

Aceito ser apedrejado até a morte se encontrarem provas reais de que o príncipe herdeiro saudita teve algum papel no (...) do iPhone de Jeff Bezos. O homem mais rico do mundo está delirando e com mania de perseguição. Busque um tratamento ... J.B!

Agora o homem ainda encontrou a ONU para apoiar suas loucuras.

COMPARTILHE:

ONU e Bezos agora estão acusando o príncipe herdeiro

ONU, a bússola moral da humanidade, pede investigação sobre o suposto envolvimento absurdo do príncipe herdeiro saudita no hackeamento do iPhone do CEO da Amazon, Jeff Bezos, em 2018.

“As informações que recebemos sugerem o possível envolvimento do príncipe na vigilância de Bezos, em um esforço para influenciar, se não silenciar, os relatórios do Washington Post sobre a Arábia Saudita”, disseram relatores especiais da ONU.

Se a ONU fosse investigada, eu garanto que ela seria extinta.

COMPARTILHE:

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Apple desistiu de plano para criptografar backups

Apple, criptografia, backups, FBI

De acordo com a Reuters, a Apple desistiu de seus planos para permitir que usuários do iPhone criptografem os backups no iCloud, depois que o FBI reclamou que a medida prejudicará suas investigações.

A decisão teria sido tomada há cerca de dois anos.

Um porta-voz da Apple se recusou a comentar. O FBI não respondeu aos pedidos de comentários sobre o assunto.

COMPARTILHE:

Uber vende o Uber Eats para o rival indiano Zomato

Gritos! A Uber concordou em vender seu negócio problemático de entrega de comida na Índia para o rival Zomato, apoiado pelo Alibaba, por 9,99 por cento de participação na empresa indiana, de acordo com o Zomato.

Deve ser muito ruim para uma empresa deixar um país porque ela não é boa no que faz (ou faz tudo errado).

Além disso, tudo fica ainda pior quando esse país é a Índia.

COMPARTILHE:

segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Sundar Pichai quer uma IA regulamentada

Sundar Pichai, CEO do Google, diz que a inteligencia artificial (IA) é importante demais para não ser regulamentada.

Sundar Pichai, CEO do Google e da Alphabet, diz que a inteligencia artificial (IA) é importante demais para não ser regulamentada e existem ainda preocupações reais sobre as possíveis consequências negativas da IA.

Como o CEO do maior monopólio do mundo chegou a essa conclusão? Será que o Google também não deveria ser regulamentado? Bom, acho que são perguntas que ele deveria responder antes de tudo.

Seja como for, você pode ir até o FT para ler a coisa toda.

COMPARTILHE:

domingo, 19 de janeiro de 2020

Morre o fundador do conglomerado sul-coreano Lotte

O empresario Shin Kyuk-ho, fundador do conglomerado Lotte e o último representante vivo da geração de empreendedores sul-coreanos denominados “chaebol”, morreu hoje aos 98 anos.

COMPARTILHE:

sábado, 18 de janeiro de 2020

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Esmail Qaani é apenas pior do que Soleimani

Para entender Esmail Qaani, o substituto de Soleimani, você deve examinar suas duas décadas de trabalho no Afeganistão e no Paquistão.

Para entender Esmail Qaani, o substituto de Soleimani, você deve examinar suas duas décadas de trabalho no Afeganistão e no Paquistão.

Bom, enfrentar um Paquistão com armas nucleares sem provocar um confronto pode ser um dos legados duradouros de Qaani. Ele criou uma rede de espionagem e terrorismo que operou no Paquistão por mais de uma década até 2015, desestabilizando o Baluchistão e a cidade paquistanesa de Karachi. Ele orquestrou ataques destinados a afundar o ambicioso corredor econômico China/Paquistão, ligando o oeste da China ao porto de Gwadar no Paquistão, no Mar Arábico.

No Paquistão e no Afeganistão, o trabalho de Qaani era impedir uma possível invasão terrestre ao seu país pelo Afeganistão ou pelo Paquistão.

As terras onde o Irã, o Afeganistão e o Paquistão se encontram, isso inclui corredores letais, são infestadas de traficantes, crime organizado, grupos extremistas, separatistas e operadores secretos. O IRGC acredita que, se houvesse uma invasão, isso aconteceria por essa região.

Além disso, é exatamente nessa conturbada região que a população iraniana é etnicamente não persa, é maioria sunita e o líder supremo iraniano não é visto com bons olhos pelos locais.

A agenda letal de Soleimani pela região continuará com Qaani.

COMPARTILHE: