segunda-feira, 17 de março de 2014

Cientistas descobrem evidência que pode confirmar a teoria do Big Bang

Elas são minúsculas, surgiram instantes após a explosão que criou o universo, há 13,8 bilhões de anos, e estão sendo procuradas há anos por físicos que estudam o nascimento do Universo. Nesta segunda-feira (17), astrônomos da Universidade de Cambridge, nos Estados Unidos, anunciaram que captaram as primeiras evidências da existência das Ondas Gravitacionais Primordiais e da Inflação Cósmica. A descoberta pode ser a peça que faltava para comprovar que o Universo começou com uma grande explosão, a teoria chamada Big Bang.

Os astrônomos de Cambridge acreditam que encontraram os primeiros "tremores" do Big Bang em imagens do telescópio Bicep2, no Polo Sul. "Detectar esse sinal é uma das mais importantes metas da cosmologia atual", diz John Kovac, do centro de astrofísica de Cambridge, em nota publicada no site da universidade.