segunda-feira, 28 de julho de 2014

Michell Hilton

Apple adquire startup que criou o Pandora dos livros

Booklamp faz análise estatística da linguagem de obras literárias para recomendar leituras.

Apple
BookLamp agora é Apple

O mercado de livros na internet é largamente dominado pela Amazon, mas Apple adquiriu uma startup que pode ajudá-la na batalha por esse segmento. 

Fundada em 2007, a BookLamp se especializou na análise estatística de estilos literários. Seu produto mais conhecido era o Books Genome Project, hoje fora do ar, que comparava a linguagem e os temas de livros para agrupá-los e oferecer recomendações de leitura aos usuários — algo semelhante ao que sites como o Pandora fazem para músicas.

A imagem abaixo mostra como o Books Genome Project analisava os livros, mapeando a história e seus temas. As áreas verdes, por exemplo, mostram cenas que transcorrem num ambiente escolar no romance Carrie, a Estranha, de Stephen King, ao passo que as áres negras indicam cenas de morte.

A BookLamp já tinha entre seus clientes a Apple e a Amazon, além de editoras tradicionais, que usavam seus serviços para prospectar novos títulos, estimar quais públicos seriam adequados para um livro ou tomar decisões de marketing.

A Apple não comentou a aquisição, mas as ferramentas do BookLamp poderiam incrementar de maneira óbvia os serviços de sua livraria virtual, a iBooks, que atualmente não oferece recomendações com base nas similaridades entre obras.