segunda-feira, 28 de julho de 2014

Michell Hilton

Lewis questiona ordem da equipe para abrir para Nico: Estranha

Depois de dizer que está sofrendo "algo mais do que má sorte", vice-líder do Mundial volta a sugerir favorecimento para companheiro de Mercedes, após GP da Hungria.

Lewis
GP da Hungria onde aconteceu de tudo menos ...

Lewis Hamilton já andava com a pulga atrás da orelha. E uma ordem da Mercedes durante o GP da Hungria deste domingo, o deixou ainda mais desconfiado. 

Na metade final da prova, depois de largar do pitlane, o britânico encontrava-se na terceira posição, logo à frente do companheiro Nico Rosberg, que começara na pole. Foi quando a Mercedes pediu pelo rádio para ele deixar o alemão passar, apesar da distância razoável que separavam os dois. 

O argumento era de que Nico vinha com pneus macios e precisava fazer mais um pit stop, enquanto Hamilton estava com compostos médios. Contrariado, Lewis bateu o pé, não cedeu a posição e questionou a equipe, enquanto o parceiro reclamava com os engenheiros pelo rádio (confira a polêmica no vídeo). A insubordinação foi vital para o inglês. Ele chegou em terceiro, atrás de Daniel Ricciardo (RBR) e Fernando Alonso (Ferrari), terminando à frente de Nico, um resultado importante tanto em termos de pontuação, quanto psicológico na briga da dupla pelo título mundial. Após a corrida, o campeão mundial de 2008 não teve papas na língua e considerou e desconfiou da atitude da equipe:

Fiquei muito, muito chocado com a equipe me pedir isso. Ele não se aproximou o suficiente para me ultrapassar. Eu não iria tirar o pé e perder terreno para Fernando e Daniel. Chegasse e então me ultrapassasse. Então foi um pouco estranho disparou.




Comente com o Facebook: