quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Presos na Lava-Jato tentam fugir no Paraná

Quatro presos na megaoperação da Polícia Federal contra lavagem de dinheiro tentaram escapar após uma audiência na Justiça Federal em Curitiba


Quatro presos na Operação Lava-Jato da Polícia Federal tentaram fugir no último dia 3 de setembro, segundo o Departamento de Execuções Penais da Secretaria de Justiça do Paraná. O relatório assinado por um agente penitenciário informa que Carlos Habib Chaper, René Luiz Pereira, André Catão de Miranda e André Luiz Paula dos Santos tentaram escapar logo após uma audiência na Justiça Federal em Curitiba.

De acordo com o documento, eles pediram para "melhorar a ventilação" de uma viatura em que eram conduzidos e, em seguida, empurraram o agente penitenciário Leonardo Cazais junto com a porta do carro. O agente, no entanto, conseguiu conter o grupo. Segundo o agente, os acusados também teriam ameaçado policiais militares "utilizando para isso suas condições financeiras e dizendo que eles seriam processados".

Depois da tentativa de fuga, os quatro acusados foram encaminhados para uma cela de isolamento na Casa de Custódia de São José dos Pinhais, no Paraná.

Chaper é um dos quatro doleiros alvos da Lava-Jato, que desmontou quadrilhas especializadas em lavagem de dinheiro. A PF indiciou 46 pessoas investigadas no esquema ilegal que movimentou 10 bilhões de reais.

No centro da operação policial, estão o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, que aceitou uma delação premiada para entregar a lista de políticos e partidos que se beneficiaram do esquema de propina na estatal.