sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Michell Hilton, Blog MichellHilton, tecnologia, notícias, mercado, mercado financeiro, economia, blog, noticias, noticias de tecnologia

Ebola Chan se espalha pelas redes sociais, e racismo também!

O ebola chan se espalhou pelas redes sociais no Brasil desde a primeira suspeita de infecção no país, reportada em Cascavel, no interior do Paraná.

Ebola Chan se espalha pelas redes sociais, e racismo

Da noite de quinta-feira até a manhã desta sexta, o termo "ebola" foi compartilhado 120 mil vezes pelo Twitter em português. A palavra Guiné, país de onde veio o paciente, foi a terceira mais citada na rede social por volta da meia-noite.

Estou falando, claro, sobre Ebola-Chan. A deusa do amor e viral Afrocide ... Os nossos santuários e encantamentos dar-lhe força ... para o povo de Cascavel que eles encontrem força nela.

A Guiné é um dos três países que concentram a epidemia do vírus na África, juntamente com Serra Leoa e Libéria.

Pelo Facebook, segundo a ferramenta de análise Sysomos, mais de 400 postagens públicas em português sobre o Ebola surgiram nas últimas 24 horas.

Esperanças para Ebola para acabar com toda a África, para atacar outros continentes ou dados demográficos, e de outra forma "remover ... [o] sub-humanos".

Os termos "ebola", "Guiné" e "Fiocruz" seguem entre os dez tópicos mais comentados por brasileiros na rede. O homem de 47 anos, que chegou ao Brasil no dia 19 de setembro após escala no Marrocos, foi transferido durante a madrugada para Rio de Janeiro.