quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Michell Hilton

Suécia reconhece oficialmente Estado palestino

Suécia reconhece oficialmente Estado palestino

Ministra das Relações Exteriores da Suécia, Margot Wallström disse reconheceu um Estado palestino e que o país escandinavo tinha decidido em movimento porque os critérios do direito internacional necessária para tal reconhecimento tinha sido cumprida.

"Há um território, um povo e governo", disse ela a jornalistas em Estocolmo.

Wallström disse que espera da Suécia "excelente cooperação (com Israel) continuaria", no entanto, e que a decisão seria recebido em Jerusalém "de forma construtiva".

Israel foi rápido em condenar o movimento da Suécia. Ministro das Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman descreveu como "uma decisão infeliz que fortalece os elementos extremistas e rejeição palestina".

"É uma vergonha que o governo da Suécia escolheu para dar um passo declarativa que só causa danos".

Ele também foi relatado como dizendo:

"A Suécia tem que entender que as relações no Oriente Médio são muito mais complicados do que móveis auto-montagem na Ikea".
Em um movimento simbólico, legisladores britânicos no início deste mês votou a favor do reconhecimento da Palestina como um Estado.




Comente com o Facebook: