domingo, 16 de novembro de 2014

Vídeo afirma que refém Peter Kassig foi decapitado pelo ISIS

Os militantes afirmam ter decapitado o refém americano Peter Kassig em um vídeo publicado na Internet no domingo, supostamente do grupo terror ISIS.

O vídeo mostra as conseqüências de uma decapitação, em que a vítima não é claramente reconhecível. Nós não temos sido capazes de confirmar a autenticidade do vídeo, nem a identidade da vítima.

Kassig, 26 anos, que se converteu ao islamismo em cativeiro, também atendia pelo nome Abdul-Rahman Kassig.

Ele foi para o Oriente Médio como um soldado norte-americano e voltou como um trabalhador médico, sentindo-se compelido a ajudar as vítimas da guerra.

Ele fez o trabalho de ajuda na Síria, onde foi capturado. Ele foi mantido refém por mais de um ano.

Os pais de Kassig, Ed e Paula Kassig, reconheceu os relatos sobre a morte de seu filho em um comunicado e disse que iria esperar a confirmação do governo de sua autenticidade. Eles pediram privacidade.

Uma figura familiar apareceu reivindicando em vídeo no domingo a decapitação, vestindo todo de preto e falando com o que soa como um sotaque Inglês.

Um homem cabendo a mesma descrição apareceu em vídeos anteriores das decapitações aparentes de outros ocidentais.

Mas esta gravação é diferente dos lançados anteriormente. É mais tempo, quase 16 minutos, e não inclui uma declaração da vítima, como os anteriores tinham.




Comente com o Facebook: