terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Michell Hilton

Pedro Emanuel Torres o militar que convoca chacina em favelas do rio! Lei de Talião

Em um vídeo compartilhado por, Pedro Emanuel Torres, presidente da associação SOS Militares e ex-cabo do Exército, convoca agentes da segurança pública para uma retaliação contra a morte de soldados e policiais. 


“Queria aqui pedir a atenção de cada um dos senhores do Rio de Janeiro, militares, agentes de segurança, guardiões da legalidade, de um modo geral. Para cada militar que vier cair aí no Rio de Janeiro, no mínimo dez imundos e cretinos nos estaremos devolvendo mortos para seus familiares e em especial para os direitos humanos”, declara Torres.

Que país é este um militar que jura proteger ... dizendo isso para todo mundo ouvir!

A “convocação” estipula até mesmo uma data para a vingança, que seria cumprida até o Natal deste ano. “Vamos encher o inferno de imundos e desgraçados até dezembro. Antes de 24 de dezembro estaremos devolvendo todos eles mortos para os seus familiares. E a senhora mãe que acoberta seu imundo, seu verme, desgraçado, seu rasgado. vamos executar o seu filho e te devolveremos morto ele”.

Um homem totalmente despreparado com uma arma nas mãos ... cuidado seguidores com o exercito!

Ao final da gravação, Torres ataca a Presidente da República Dilma Rousseff, a quem chama de “porcaria de guerrilheira”, e o Ministro da Defesa, Celso Amorim. “Militares das forças armadas, vamos nos unir, tendo em vista que nosso comandante é um covarde frouxo e omisso, recebe ordem de uma guerrilheira, de uma terrorista, matou um embaixador no sul do brasil e hoje você presta continência pra uma porcaria de uma guerrilheira”.

Na última sexta-feira, o cabo do Exército Michel Augusto Mikami, de 21 anos, que integrava a Força de Pacificação do Complexo da Maré, morreu depois de ser baleado na cabeça durante um patrulhamento. Michel foi o primeiro militar das Forças Armadas a morrer desde o início da implantação das UPPs, em 2008. Segundo Torres, a morte do soldado foi a gota d’água para a revolta dos colegas e o vídeo, assim como a proposta de vingança, apenas um “desabafo”.




Comente com o Facebook: