Michell Hilton

Sony suspeita de ataque hacker vindo da Coreia do Norte!

Sony suspeita que ataque hacker partiu da Coreia do Norte. Comédia sobre missão da CIA contra o ditador Kim Jong-un foi considerada ofensiva por Pyongyang.

Pyongyang

O estúdio Sony está investigando a possibilidade de hackers norte-coreanos terem atacado seus sistemas de armazenamento e distribuição de filmes em represália à comedia The Interview (A Entrevista, na tradução literal), que retrata os comediantes James Franco e Seth Rogen em uma hipotética missão da CIA para assassinar o ditador Kim Jong-un. Cinco filmes inéditos da Sony, incluindo produções cotadas ao Oscar, foram roubados pelos criminosos e divulgados ilegalmente na internet. Embora a Sony tenha confirmado apenas uma “falha no sistema”, a qual seus técnicos estão “trabalhando intensamente para resolver”, a diretoria da empresa acredita que a invasão pode ter sido provocada pela insatisfação de Pyongyang com as piadas reproduzidas no filme e por Franco e Rogen nas redes sociais.

Uma carta enviada ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, por Ja Song Nam, embaixador da Coreia do Norte, declarava que o filme era um “ato de guerra” dos Estados Unidos. O país também havia pedido que os envolvidos na produção do longa-metragem fossem punidos. A irritação do regime comunista provocou uma série de piadas entre os atores. Durante o período em que Kim ficou um mês e meio sem aparecer em público para se recuperar de problemas de saúde, Rogen disse que os produtores tinham escondido o ditador como parte de uma campanha de marketing para promover o filme. “Nós o soltaremos uma semana antes do lançamento”, brincou.

Essa república de arroz não sabe fazer nada na vida a não ser fazer bombas e treinar soldados para ficar coçando a bunda em casa!