sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Michell Hilton

Merkel e Hollande fazem apelo final de paz para a Ucrânia

Francois Hollande e Angela Merkel se reunirá com o presidente russo, Vladimir Putin na sexta-feira para discutir o combate a escalada no leste da Ucrânia.

Merkel e Hollande fazem apelo final de paz para a Ucrânia

O presidente francês e a chanceler alemã viajaram a Moscou um dia depois que eles foram para Kiev para apresentar um plano de paz para o presidente ucraniano, Petro Poroshenko. A visita de Merkel sinaliza a gravidade do conflito, pois é a primeira vez que um líder alemão tem ido a Moscou desde que o conflito começou Ucrânia.

Sua visita acontece depois de uma semana de conflito em todo o leste como a luta entre as forças da Ucrânia e Rússia.

Merkel e Hollande fazem apelo final de paz para a Ucrânia
O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, centro, o presidente francês, François Hollande, direito, ea chanceler alemã, Angela Merkel apertar as mãos durante a sua reunião em Kiev, Ucrânia.
Os rebeldes na Ucrânia dizem ter chegado a um acordo com as forças do governo em um corredor humanitário para evacuar os civis de Debaltseve, um hub ferroviário chave que se tornou o foco de combates nas últimas semanas devido à sua localização estratégica.

"Não vai ser dito que a França e a Alemanha juntas vão tentar de tudo, para preservar a paz", disse Hollande no início desta semana.

Secretário de Estado dos EUA John Kerry, que também estava em Kiev quinta-feira, disse que os EUA vão aumentar a sua ajuda à Ucrânia na sequência da "grave escalada" dos combates no leste. 

Ele colocou a responsabilidade de travar o conflito aos pés de Putin.

"O presidente Putin pode fazer as escolhas que podem acabar com esta guerra", disse Kerry, acrescentando que a Rússia deve mover as armas longe da fronteira com a Ucrânia.

Mais de 5.300 pessoas foram mortas desde o início do conflito, em abril.