21/02/2015

Spirit Awards consagra favoritos ao Oscar


Principal prêmio do cinema independente, Spirit Awards consagra favoritos ao Oscar.

Foi praticamente um ensaio para o Oscar. A 30ª edição do Spirit Awards, considerado o Oscar do cinema independente, premiou neste sábado (21) os principais favoritos da cerimônia da Academia, que acontece no domingo, em Hollywood.

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) e Boyhood dividiram os troféus principais. O primeiro ficou com melhor filme do ano e o segundo, com melhor direção para Richard Linklater.

Nas categorias de atuação, menos surpresas ainda. Julianne Moore (Para Sempre Alice) e Patricia Arquette (Boyhood) ganharam melhor atriz e coadjuvante, enquanto Michael Keaton (Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) e J.K. Simmons (Whiplash) ficaram com melhor ator e coadjuvante. Os quatro são franco favoritos ao Oscar.

O drama Selma - Uma Luta pela Igualdade, que disputava cinco Spirit Awards, acabou de mãos vazias, como deve acontecer também no Oscar. A produção foi esnobada em várias categorias e concorre apenas para melhor filme e música.

O Spirit Awards foi criado em 1984 e é considerado o Oscar do cinema independente por premiar filmes americanos, ou sobre a cultura americana, feitos com menos de US$ 20 milhões (cerca de R$ 57 milhões). Os vencedores são votados por cerca de 5.500 membros da organização Film Independent, aberta ao público pela anuidade de US$ 95. Os indicados são decididos por seis comitês formados pela comunidade do cinema independente.


Se você gosta dos relatórios de MichellHilton.com, deixe (seu e-mail aqui) para se inscrever no meu boletim informativo semanal.