28/03/2015

Líbia pede fim de embargo a armas para combater Estado Islâmico


Líbia pede fim de embargo a armas para combater Estado Islâmico

A Líbia disse em uma cúpula árabe neste sábado que um embargo de armas da Organização das Nações Unidas (ONU) no país deve ser retirado para ajudar a impedir o avanço dos militantes do Estado Islâmico.

"Eu digo para aqueles que se opõem ou atrasam o armamento do exército líbio que vocês estão dando uma oportunidade para terroristas Daesh crescerem na Líbia e se espalharem para além dela", disse Aqila Saleh, presidente do parlamento internacionalmente reconhecido da Líbia, usando um termo depreciativo árabe para Estado Islâmico.

"E os países vizinhos serão os primeiros afetados."

Saleh estava falando em uma reunião de líderes dos países membros da Liga Árabe na cidade egípcia de Sharm El-Sheikh. Espera-se que a cúpula chegue a um acordo sobre a formação de uma força militar árabe unificada para combater crescentes ameaças de segurança regionais.

No ano passado, o Conselho de Segurança da ONU aprovou uma resolução que endureceu o embargo internacional de armas à Líbia. A questão é altamente sensível entre os países árabes.



Se você gosta dos relatórios de MichellHilton.com, deixe (seu e-mail aqui) para se inscrever no meu boletim informativo semanal.