quinta-feira, 19 de março de 2015

Ryanair reverte curso em voos transatlânticos baratos


Ryanair abandonou os planos de operar voos transatlânticos, poucos dias depois de ter afirmado que seu conselho aprovara a iniciativa. 

Ryanair reverte curso em voos transatlânticos baratos

Em comunicado, a empresa irlandesa disse que "não considerou ou aprovou qualquer projeto transatlântico e não tem a intenção de fazê-lo".

Na segunda-feira, um porta-voz da Ryanair havia informado que o conselho aprovou um plano para operar voos de baixo custo para os EUA dentro de cinco anos. O funcionário disse que os voos seriam oferecidos a partir de 12 ou 14 cidades europeias, incluindo Londres e Dublin, com destino ao mesmo número de cidades americanas, como Nova York e Miami. Alguns bilhetes com tarifas promocionais custariam a partir de £10 (cerca de R$ 47).

Atualmente, a rota transatlântica é dominada por grandes companhias aéreas, tendo a British Airways e a American Airlines como principais expoentes.

A low cost Norwegian Air Shuttle, baseada em Oslo, começou um serviço para os EUA em 2013 com bilhetes a partir de £149 (cerca de R$ 718) o trecho. Mas recentemente culpou os custos de sua expansão, incluindo disputas com reguladores americanos, por sua primeira queda nos lucros em oito anos.

A Ryanair é uma companhia aérea de baixo custo irlandesa com base em Dublin, República da Irlanda. No entanto, desenvolve a maioria das suas operações a partir do Reino Unido, nomeadamente a partir da sua principal base, Londres Stansted.


INSCREVA-SE NA NEWSLETTER!