quarta-feira, 15 de abril de 2015

HBO pede que Periscope impeça pirataria de Game of thrones!

HBO pede que Periscope impeça pirataria de Game of thrones!

HBO pede ao Periscope que impeça pirataria de 'Game of thrones'. Aplicativo, que pertence ao Twitter, permite retransmissão de conteúdo.

O canal da TV a cabo HBO mostrou nesta terça-feira (14) seu mal-estar com a transmissão ilegal da série "Game of thrones" pelo aplicativo Periscope, que pertence ao Twitter, e que permite que os usuários retransmitam na internet conteúdos ao vivo através do smartphone.

A HBO estreou a quinta temporada do programa no domingo para seus assinantes e canais filiados, e alguns espectadores decidiram usar o Periscope para mostrar o primeiro episódio gratuitamente aos seus seguidores no Twitter.

Em comunicado, a HBO garantiu "estar ciente" do que aconteceu no Periscope e afirmou ter solicitado formalmente ao aplicativo que desabilite as contas que violaram seus direitos de propriedade intelectual. "Consideramos que os desenvolvedores deveriam ter instrumentos para prevenir de forma pró-ativa as infrações maciças de propriedade intelectual", destacou a HBO.

Os casos de pirataria do sinal de HBO no Periscope foram publicados pelo site australiano Mumbrella, que mostrou frames da série no Periscope, apesar de já terem sido antecipados pelos analistas do setor.

Em 7 de abril, Michelle Castillo advertiu na publicação sobre meios audiovisuais e publicidade AdWeek que "Game of thrones" seria vítima do Periscope e do Meerkat (aplicativo semelhante que não pertence a Twitter) e alertou que "a transmissão ilegal nunca tinha sido mais fácil".

O Periscope, diante da polêmica, se referiu aos termos e condições de seu serviço no qual se especifica que não apoia a violação da propriedade intelectual e se reserva ao direito de tomar medidas contra os usuários que utilizarem seu serviço para fins ilícitos.

O capítulo do domingo de "Game of Thrones" foi assistido legalmente por oito milhões de espectadores nos Estados Unidos, um recorde para a série, e o episódio foi baixado ilegalmente mais de 100 mil vezes em suas três primeiras horas de disponibilidade nas plataformas Torrent, segundo o "Hollywood Reporter".

"Game of Thrones" foi a série de televisão mais pirateada de 2014 segundo o site especializado em downloads ilegais TorrentFreak.