domingo, 19 de abril de 2015

Sobreviventes do Holocausto húngaro agradecem socorristas americanos


Sobreviventes do Holocausto húngaros resgatados há 70 anos de um trem levando-os a partir de um campo de concentração para outro prestaram homenagem aos soldados americanos que ajudaram a libertá-los.

Sobreviventes do Holocausto húngaro agradecem socorristas americanos

Julia Kadar, que organizou uma reunião comemorativa em Budapeste, foi um dos que falou via Skype com o tenente Frank Torres, que estava em Nashville, Tennessee. Ele havia sido o oficial de ligação da Divisão de Infantaria 30, que liberou o trem perto da aldeia alemã de Farsleben em 13 de abril de 1945.

"Agradecemos aos soldados americanos heróis por serem capazes de permitir a nós viver, vida útil e significativas - somos gratos por sermos capazes de envelhecer", disse Kadar.

Cerca de 2.500 prisioneiros judeus, incluindo 560 crianças, estavam partindo do campo de Bergen-Belsen, na Alemanha para o campo de Theresienstadt, na Tchecoslováquia, quando foram resgatados.

Hoje, há um número estimado de 100.000 judeus na Hungria, a maior comunidade judaica na Europa Central e o número de festivais judaicos, escolas e sinagogas está crescendo.


Para entrar em contato com o autor desta postagem, envie um e-mail para MichellHilton@ProtonMail.com.

Assine nossa newsletter

Siga-me no Facebook Siga-me no Twitter Siga-me no Instagram