27/04/2015

Jay Z defende TIDAL no Twitter, diz que empresa é alvo de difamação


Jay Z defende TIDAL no Twitter, diz que empresa é alvo de difamação

Jay Z usou o Twitter para esclarecer a especulação sobre o futuro do serviço de streaming TIDAL, que comprou e apresentou este ano, e que é agora detido por vários artistas, incluindo Beyoncé, Jack White, Rihanna, Daft Punk, entre muitos outros.

Na rede social, Jay Z diz que a empresa está a ser alvo de difamação, e garante: estamos aqui para durar.

Numa série de tweets, Jay Z escreveu: O Tidal está bem. Temos mais de 770 000 subscritores. Estamos no negócio há menos de um mês. A loja iTunes não foi construída num dia. Demoraram 9 anos até que o Spotify tivesse sucesso…Estamos aqui para durar. Por favor dêem-nos uma oportunidade para crescer e melhorar. Há muitas grandes empresas que estão a gastar milhões numa campanha de difamação. Não somos anti ninguém. Somos pro artista, e pro fã. Fizemos o Tidal para os fãs. Temos mais do que música. Temos vídeo, concertos exclusivos, bilhetes para eventos à venda mais cedo, desporto em direto! O Tidal é onde os artistas podem dar aos fãs mais, sem o intermediário. Artistas Indie que queiram trabalhar diretamente connosco mantém 100% da música deles(….).

Jay Z defendeu-se ainda da acusação de que o Tidal apenas ajuda os músicos ricos a ficarem mais ricos: Ricos a ficarem mais ricos? Valores de capital próprio…Youtube 390 mil milhões de dólares. Apple, 760 mil milhões. Spotify 8 mil milhões. Tidal 60 milhões. Somos humanos (até os Daft Punk ha). Não somos perfeitos, mas somos determinados.



Se você gosta dos relatórios de MichellHilton.com, deixe (seu e-mail aqui) para se inscrever no meu boletim informativo semanal.