sexta-feira, 15 de maio de 2015

A economia fraca e o escândalo pode ter dividido o PT!


A economia fraca e o escândalo pode ter dividido o PT!

Na sociedade hiper-consumista do Brasil, as pessoas estão acostumados a pagar por tudo em parcelas, de frigoríficos e televisores até os implantes mamários de silicone. 

Porém, menos comumente conhecido é que mesmo subornos a partidos políticos podem supostamente ser pagos "Parcelados", como a prática de pagar em parcelas é chamado.

Isso é o que Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, ex-membro do conselho da empresa de serviços de petróleo e gás Toyo Setal, alegou em depoimento em março. Ele alega que ele pagou subornos para o Partido dos Trabalhadores dirigentes de centro-esquerda, ou PT, entre 2010 e 2013, em troca de ganhar contratos com a empresa estatal de petróleo, a Petrobras.

Lula da Silva foi um dos políticos mais populares do mundo quando ele deixou o cargo após oito anos em 2010. No entanto, este mês, ele foi submetido a um "panelaço", um protesto da América Latina em que as pessoas batem panelas e frigideiras em suas casas, quando ele apareceu na TV para defender a posição do PT sobre os direitos dos trabalhadores.

VEJA TAMBÉM: Brasil: bagunça oleosa

Muitos brasileiros continuam céticos de que "Lava Jato" vai tocar diretamente em Lula ou o sua protegida, Dilma Rousseff.


Se você gosta dos relatórios de MichellHilton.com, deixe (seu e-mail aqui) para receber minhas atualizações.