quarta-feira, 6 de maio de 2015

EUA pagam até 20 milhões de dólares por combatentes do Estado Islâmico


EUA pagam até 20 milhões de dólares por combatentes do Estado Islâmico

Os Estados Unidos estão dispostos a pagar até 20 milhões de dólares por informações que levem à captura de quatro combatentes do Estado Islâmico. 

Os nomes de Abdula Mustafa al-Qaduli, Abu al-Adnani, Tarkhan Batirashvili e Tariq al-Harzi chegaram na terça-feira à lista do programa Recompensas por Justiça, que é tutelado pelo Departamento de Estado norte-americano. A meio da tarde, o mesmo órgão anunciou através das redes sociais que o total das recompensas pelos quatro extremistas atingia agora os 30 milhões de dólares, mas a informação no site oficial manteve-se nos 20 milhões.

Dos quatro novos elementos na lista dos mais procurados, Abdula Mustafa al-Qaduli é o mais valioso. O Departamento de Estado norte-americano descreve al-Qaduli como um dos mais altos responsáveis dentro do grupo, razão pela qual a sua recompensa pode chegar aos sete milhões de dólares.

A lista dos terroristas mais procurados pelos Estados Unidos é liderada por Ayman al-Zawahiri, o atual líder da Al-Qaeda e o sucessor de Osama bin Laden. Os Estados Unidos pagam até 25 milhões de dólares por informações que levem à sua captura.

A seu lado, e com o mesmo valor, há mais cinco nomes. Entre eles está Mullah Omar, o líder dos taliban no Afeganistão, que escapou ao exército norte-americano quando este invadiu o país em 2001.


Você tem um blog? Você quer colocar as análises de MichellHilton.com em seu blog/site? Ajude-nos a ajudar você. Envie um e-mail para MichellHilton@Outlook.com.

Assine nossa newsletter

Visão 2030