26/06/2015

Juiz determina que Google e Facebook tirem do ar imagens de Cristiano Araújo morto


Juiz determina que Google e Facebook tirem do ar imagens de Cristiano Araújo morto

Juiz determina que Google e Facebook tirem do ar imagens do corpo de Cristiano Araújo.

Em decisão liminar, o juiz William Fabian, da 3ª Vara de Família e Sucessões de Goiânia, determinou na noite desta quinta-feira (25) que Google e Facebook retirem do ar todas as imagens do sertanejo Cristiano Araújo feitas após sua morte, na quarta (24).

VEJA: Governador de Goiás decreta 3 dias de luto por morte de Cristiano Araújo

Na liminar, o juiz pede a remoção de todos os arquivos com conteúdo relacionado à imagem do cantor após o seu óbito, nos procedimentos de autópsia e preparação de corpo, bem como imagens e vídeos feitos no local do acidente expondo a imagem dos corpos.

Caso descumpram a ordem, as empresas podem ser condenadas a multa diária de R$ 10 mil. Cabe recurso à decisão.

A ação que pede a remoção das imagens da web foi movida pelo escritório do sertanejo, o CA Produções Artísticas.

A publicação das imagens de necrópsia e da preparação de cadáver, ocorrida concomitantemente ao velório e sepultamento do cantor (...), além de revelar inquietante morbidez, apresenta-se extremamente desrespeitosa ao sentimento de luto das famílias dos vitimados no trágico acidente que ceifou-lhes as vidas, ferindo frontalmente o direito constitucional da intimidade, diz o juiz na decisão.


Se você gosta dos relatórios de MichellHilton.com, deixe (seu e-mail aqui) para se inscrever no meu boletim informativo semanal.