terça-feira, 9 de junho de 2015

WWDC 2015: Todas as novidades que a Apple nos apresentou

WWDC 2015: Todas as novidades que a Apple nos apresentou

A WWDC veio mais uma vez mostrar que a Apple é uma empresa onde as novidades não se esgotam.

A verdade é que a WWDC 2015 acabou por ser muito mais do que o esperado, com as novidades a superarem o esperado e com muitas surpresas a surgirem em palco. A WWDC veio mais uma vez mostrar que a Apple é uma empresa onde as novidades não se esgotam e que a cada ano surgem novidades de peso e melhorias das muitas que têm já lançadas.

O dia de ontem foi mais uma montra da capacidade a empresa se reinventar e dar aos utilizadores as melhores e mais úteis novidades. Vamos então conhecer tudo o que a Apple nos deu a conhecer na WWDC de 2015.

OS X 10.11: “El Capitan”

A nova versão do OSX era esperada com muita expectativa. Depois de surgirem novidades muito significativas no passado recente, é agora hora da Apple cimentar as novidades e dar-lhes a maturidade que se espera deste sistema operativo.

A Apple quer que este sistema operativo seja mais rápido, mais eficiente nos consumos de recursos e principalmente, mais simples de utilizador.

A aposta está em melhorar a performance geral do sistema e garantir uma utilização mais personalizada e mais fluída.

Esta nova versão vai estar disponível já para os primeiros testes e em Julho sairá para a primeira versão beta, pública e para testes mais alargados. O OSX El Capitan estará disponível na sua forma final em Outubro deste ano.

iOS 9

Tal como o OSX também no iOS a Apple tem novidades. O iOS 9 era já esperado e traz para os utilizadores dos iDevices novas melhorias a vários níveis.

Para além de algumas aplicações novas, o iOS 9 vai ter melhorias por dispositivo, garantindo algo que há já vários anos era pedido pelos utilizadores.

No caso do iPad passa a existir suporte para multi-janelas e algumas melhorias ao nível do multitasking. No geral o iOS 9 está ainda mais optimizado para correr no iPad.

Mas para além desta novidade, o iOS 9 vai trazer uma Siri ainda melhor e mais inteligente. Será notória o aumento na rapidez e nas capacidades de resposta.

A Apple quer tornar a Siri ainda melhor e por isso vai abri-la aos programadores e permitir que estes integrem nela as suas aplicações. As questões de segurança e privacidade estão tratadas e os dados dos utilizadores protegidos.

Algo que também muda com o iOS 9 é o tamanho das atualizações. De 4,6GB passam para 1,8GB. Esta poupança de espaço é benéfica para os utilizadores.

A Apple conseguiu ainda manter o iOS 9 compatível com os equipamentos mais antigos e o iPhone 4S e o iPad 2 têm garantida a atualização.

A nova versão do iOS 9 vai estar disponível na sua primeira versão beta pública já em Julho para todos a poderem testar. Os programadores que quiserem ter já acesso à nova SDK podem fazê-lo no site developer.apple.com.

Apple News

Uma das muitas novidades que vão encontrar no iOS 9 é a nova aplicação News. Com uma interface, aparentemente, elegante e desenhada especificamente para dispositivos móveis, o News começará por estar disponível no Reino Unido, Austrália e Estados Unidos.

Esta nova aplicação pretende ser a substituta da Apple para a sua aplicação Newsstand, apresentando notícias de forma dinâmica e muito mais adaptada aos dispositivos.

Será uma forma muito mais elegante e aprimorada de ler as novidades, com os artigos a apresentarem conteúdos dinâmicos e ajustados aos utilizadores.

As fontes de informação podem ser selecionadas pelos leitores e armazenadas nos favoritos, sendo filtradas pelos gostos dos utilizadores.

Apple Pay

Depois de mostrar que o seu serviço de pagamentos tem tudo para funcionar e facilitar a vida aos utilizadores, estando já a ser usado por milhares de utilizadores nos Estados Unidos, a Apple quer agora alargar a sua utilização no resto do mundo.

O próximo passo do Apple Pay é chegar ao Reino Unido, o que fará já no próximo mês.

Das muitas empresas que vão suportar este serviço destacam-se a MacDonalds, KFC, Starbucks, entre outras e o sistema até poderá ser usado para pagamentos nos transportes públicos de Londres.

A Apple estabeleceu também parceria com alguns bancos, como por exemplo HSBC, NatWest, Nationwide Building Society, Royal Bank of Scotland, Santander e Ulster Bank.

HomeKit

O HomeKit, a plataforma inteligente para gestão doméstica da Apple, está mais maduro e integrado com equipamentos de muitos mais fabricantes.

A Apple tem trabalhado no sentido de dar alguma autonomia ao HomeKit e interligá-lo com o iPhone ara que remotamente possam ser controlados todos os dispositivos instalado na sua casa.

watchOS 2

O sistema operativo do Apple Watch recebeu também uma atenção especial na WWDC deste ano. Depois de lançado o Watch, e deste ter começado o seu caminho de sucesso no mercado, é hora da Apple o melhorar ainda mais e dar aos utilizadores as funcionalidades que necessitam e que o Watch é capaz de entregar.

A versão 2 do WatchOS traz finalmente a capacidade deste deixar de depender do iPhone para a realização da maioria das funções. Com as aplicações nativas tudo vai mudar.

Mas a Apple reservou uma novidade para o CarPlay. Os fabricantes automóveis pode agora desenvolver as suas aplicações e controlar as funções mais básicas dos carros directamente nesta interface.

Swift 2

A mais recente linguagem de programação da Apple marcou também presença na WWDC deste ano. O Swift chegou à versão 2 e traz algumas novidades.

As novidades são várias e centram-se nos mecanismos de gestão de erros e na melhoria da própria sintaxe da linguagem.

Mas a maior e melhor novidade é mesmo o facto do Swift estar prestes a torna-se uma linguagem Open-Source. A Apple vai abrir esta linguagem de programação a todos e aceitará contribuições e melhorias propostas pela comunidade.

É também vontade da Apple que o Swift se torne uma linguagem de programação multi-plataforma e que chegue a muitos mais sistemas.

Apple Music

Por fim chega a maior novidade do dia de ontem. Esta esteve guardada para ser apresentada no final, por ser a maior de todas.

A Apple apresentou a sua maior e mais recente novidade no campo da música. O serviço de streaming de música da Apple, o Apple Music, chegou finalmente e estará disponível para todos.

É aqui que existirá também uma estreia porque o Apple Music irá estar disponível em quase todas as plataformas. Para além dos mais que naturais clientes para iOS e OSX, a Apple irá também marcar presença no Windows e no Android.

O Apple Music terá um serviço 24/7 que permitirá aos utilizadores ouvir rádio (a sério). Nesta fase apenas haverá emissoras de Nova Iorque, Califórnia e Londres. Além disso, terá também um serviço designado de Beats 1 onde será possível ouvir entrevistas, ouvir notícias, etc.

Esta novidade estará disponível já a partir do dia 30 de Junho em mais de 100 países, requerendo a presença do iOS 8.4 no caso dos iPhone, iPad,e iPod touch. Para Android e Windows o cliente apenas chegará apenas no Outono.

Este serviço estará disponível por $9.99/mês, sendo que os primeiros três meses serão gratuitos. O pacote familiar custará cerca de $14.99.