22/06/2017

Reformas são 'inadiáveis'


Temer diz que reformas são 'inadiáveis' e que país está 'deixando crise para trás'

Depois de duas derrotas consecutivas na reforma trabalhista, o presidente Michel Temer diz que está disposto a “dialogar” com o Congresso. Mas alerta que não há como postergar as reformas e que “conta com o Congresso” para aprova-las.


Se você gosta dos relatórios de MichellHilton.com, deixe (seu e-mail aqui) para se inscrever no meu boletim informativo semanal.