10/12/2017

Arábia Saudita se abstém de condenar Trump


A Arábia Saudita não condenou a mudança do presidente dos EUA, Donald Trump, por reconhecer Jerusalém como a capital de Israel.

A Arábia Saudita não condenou a mudança do presidente dos EUA, Donald Trump, por reconhecer Jerusalém como a capital de Israel. Mas autoridades palestinas dizem que Riad trabalhou por semanas nos bastidores para pressioná-los a apoiar um plano de paz dos EUA.

A corte real saudita descreveu a decisão como "injustificada e irresponsável" e "um grande passo atrás nos esforços para avançar no processo de paz".

Quatro oficiais palestinos, que falaram sob condição de não serem identificados, disseram que o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, e o presidente palestino, Mahmoud Abbas, discutiam em detalhes uma grande negociação com Trump e Jared Kushner, o genro do presidente e seu conselheiro no primeiro semestre de 2018.

Um funcionário palestino disse que o príncipe Mohammed disse a Abbas: "Seja paciente, você vai ouvir boas notícias. Este processo de paz vai continuar".

Mais está por vir...


Se você gosta dos relatórios de MichellHilton.com, deixe (seu e-mail aqui) para se inscrever no meu boletim informativo semanal.