quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Chrome começará a marcar sites HTTP como não seguros


A partir de julho de 2018, o Chrome marcará todo o HTTP como não seguro.

O Google anunciou hoje o terceiro passo na guerra contra sites HTTP. A partir de julho de 2018, o Chrome marcará todo o HTTP como não seguro.

HTTPS é uma versão mais segura do protocolo HTTP usado na internet para conectar usuários a sites. As conexões seguras são amplamente consideradas uma medida necessária para diminuir o risco dos usuários ficarem vulneráveis.

O Google vem empurrando o HTTPS há anos, mas acelerou seus esforços no ano passado. O Chrome 56, lançado em janeiro de 2017, começou a marcar páginas HTTP que coletam senhas ou cartões de crédito como "não seguro". O Chrome 62, lançado em outubro de 2017, começou a marcar sites HTTP com dados inseridos como "não seguro."

Como resultado, mais de 78 por cento do tráfego do Chrome no Chrome OS e Mac agora são HTTPS, enquanto 68 por cento do tráfego do Chrome no Android e no Windows também são HTTPS.



Para entrar em contato com o autor desta postagem, envie um e-mail para MichellHilton@ProtonMail.com.

Assine nossa newsletter

Siga-me no Facebook Siga-me no Twitter Siga-me no Instagram